FICÇÃO • FICTION

Sea Dragon

James Morgan
Uma jovem à procura de fósseis faz uma descoberta inovadora, desafiando a visão do mundo na Inglaterra do século XIX.
A young fossil hunter makes a groundbreaking discovery, challenging the worldview of 19th-century England.
CONHECE O REALIZADOR • MEET THE DIRECTOR

James Morgan

O que te inspirou a seguir cinema? Como começou esta tua jornada?
Trabalhei originalmente como fotojornalista, mas sempre fui atraído pelo cinema.
 
Como descreves a premissa da tua curta-metragem? Qual foi a inspiração para a história?
Sea Dragon é uma releitura criativa da vida da jovem paleontóloga Mary Anning, que descobriu o primeiro esqueleto completo de Icthysoaur do mundo com apenas 12 anos. A inspiração por trás disso é, claro, a história real, mas queríamos adaptá-la para torná-la envolvente no formato de curta-metragem e para um público mais jovem.
 
Qual é a mensagem que esperas que o público retenha depois de assistir ao teu filme?
Espero que o filme faça justiça ao espírito de Mary Anning e também convide o público a questionar os pressupostos que ainda estão enterrados nas nossas paisagens culturais e políticas modernas.
 
Porque achas que a ciência está a receber mais atenção dos cineastas e festivais de cinema atualmente?
Acho que é porque a ciência é a base da vida moderna. Colocamos nisso as nossas esperanças e medos mais do que nunca; quer se trate de medicamentos que salvam vidas ou de IA descontrolada, a maioria das nossas utopias e distopias modernas são alcançadas através da ciência.
 
O que se segue para o ‘Sea Dragon’? Tens algum projeto em mãos?
Estou a trabalhar num novo programa sobre a vida pré-histórica, mas focada nos animais, dando-lhes vida através de efeitos visuais. O lançamento está previsto para o outono de 2024.
What inspired you to pursue filmmaking? How did your journey begin?
I worked as a photojournalist originally, but have always been drawn to filmmaking. 
 
How do you describe the premise of your short film? What was the inspiration behind the story?
Sea Dragon is a creative retelling of the life of young palaeontologist Mary Anning, who discovered the world’s first complete Icthysoaur skeleton at just 12. The inspiration behind it is, of course, the real story, but we wanted to adapt it to make it engaging in the short film format and for a younger audience.
 
What is the takeaway you hope audiences leave with after watching your film?
I hope the film does justice to the spirit of Mary Anning and also invites audiences to question the assumptions that still lie buried in our modern cultural and political landscapes.
 
Why do you think science is getting more attention in films and film festivals these days?
I think because science is the bedrock of modern life. We pin our hopes and fears on it more than ever; whether it’s life-saving medication or out-of-control AI, most of our modern utopias and dystopias are arrived at via science.
 
What’s next for ‘Sea Dragon’? Do you have any projects in the works?
I’m working on a new show that is all about prehistoric life but focuses more on the animals, bringing them to life through visual effects. It is due for release in autumn 2024.
18 NOV
Disponível para visualização durante 24horas • Available for 24 hours
 
Ano • Year : 2020
Duração • Runtime: 17′
País • Country: United Kingdom
 
Língua • Language: English
Legendas • Subtitles: English
O Prémio do Público será entregue à curta-metragem que reunir mais votos da audiência. Não poderá votar mais do que uma vez no mesmo filme • The Audience Award will be awarded to the short film that garners the most votes from the audience. You cannot vote more than once for the same film.
Para assistir a esta curta-metragem durante o Festival deverá registar-se. A inscrição é gratuita • To watch this short film during the Festival you must register. Registration is free.